PERGUNTAS FREQUENTES

Mamoplastia de aumento com implantes de silicone

1. A presença de prótese de silicone pode aumentar a incidência de câncer de mama ?
Não. Foram realizados vários estudos que comprovaram a inexistência de relação entre câncer de mama e as próteses mamárias.

2. Qual é o tipo de implante mamário mais adequado?
A prótese mais adequada é aquela que corresponde às expectativas da paciente, ficando natural, sem ser desproporcional ao seu peso e altura. Além disso, deve-se sempre levar em consideração o diâmetro torácico e do quadril da paciente.

3. A prótese mamária precisa ser trocada após um certo período?
Antigamente, dizia-se que a prótese mamária deveria ser trocada a cada 10 anos, devido à contratura capsular. Atualmente, o material dos implantes é bem mais moderno e, devido a isto, não existe mais um tempo específico de troca.

4. Qual a quantidade (ml) que não prejudica a saúde da mulher?
Sabe-se que o tamanho do implante de silicone deve ser proporcional às medidas da paciente. Acima destas medidas, a prótese poderá ocasionar, no futuro, problemas na coluna e até ptose (queda) mamária. Não existe um tamanho específico que deva ser seguido. A escolha depende de cada caso.

5. A sensibilidade nos seios se altera?
Devido às novas técnicas, a sensibilidade mamária costuma sempre manter-se preservada. A inervação da areóla não se altera.